DICAS
INFORMACIÓN
VIDEOS
RECURSOS
NOTICIAS

INFORMAÇÕES

dos nossos especialistas em mosquitos

INFORMAÇÕES

dos nossos especialistas em mosquitos

Como o vírus zika é evitado e controlado?

Geralmente, o mosquito Aedes aegypti transmite o vírus zika de uma pessoa infectada para uma pessoa não infectada. As pessoas podem empregar uma série de estratégias para reduzir suas chances de serem picadas por um mosquito infectado. Nenhuma estratégia é perfeita ou totalmente eficaz. Portanto, as pessoas devem utilizar várias estratégias químicas e não químicas para diminuir suas chances de serem picadas.

Interrupção dos ovos

De acordo com a Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), a prevenção inclui reduzir as populações do mosquito Aedes aegypti e evitar suas picadas. Para reduzir as populações do mosquito, procure pelo menos duas vezes por semana fontes de água parada dentro e fora de casa, e elimine a água.

Cubra os barris de captação de água da chuva ou os tanques de água domésticos para que os mosquitos não consigam entrar. Livre-se do lixo dentro e ao redor de casa, e coloque-o em sacos plásticos ou recipientes fechados. Procure drenos obstruídos para eliminar uma fonte de água parada.

Os mosquitos Aedes aegypti tendem a não percorrer grandes distâncias; normalmente, eles não percorrem mais de 400 metros. Portanto, cuidar das fontes de água ao redor de casa pode ter um benefício significativo em termos de diminuição do número de mosquitos.

Cuide de sua casa por dentro

Os mosquitos podem entrar em casa quando as pessoas entram e saem através de portas e janelas, principalmente daquelas que não possuem telas de proteção.

Se você não tiver telas, instalá-las de forma temporária ou permanente pode reduzir o número de mosquitos que entram em sua casa. Além disso, é recomendável evitar deixar as portas abertas por mais tempo do que o necessário.

Se os mosquitos estiverem na casa, um produto pesticida indicado para uso interno contra os mosquitos pode ser eficaz para eliminá-los. Leia sempre o rótulo para se certificar de que o produto certo seja usado da maneira correta. Em geral, esses produtos podem ser borrifados diretamente contra os mosquitos.

Além disso, borrifar todas as partes do ambiente e, em seguida, sair do local e trancá-lo por alguns instantes (mais uma vez, seguindo as instruções do rótulo do produto) pode ser uma prática eficaz. Mantenha sempre as pessoas e os animais de estimação (incluindo passarinhos) distantes do ambiente, desative e cubra os aquários ao tratar o ambiente.

Esteja ciente de que produtos de spray instantâneos costumam produzir efeito por tempo limitado.

Em alguns países, há disponíveis repelentes espaciais para uso interno (normalmente dispositivos e serpentinas elétricas de ação contínua), e eles podem ser eficazes contra os mosquitos. Além disso, mosquiteiros também podem ser úteis.

Proteja-se ao ar livre

Há várias estratégias que você pode usar para limitar as picadas dos mosquitos ao ar livre. Aedes aegypti, de maneira geral, picam bastante durante o dia, principalmente no início da manhã e ao entardecer. Portanto, tomar cuidado nesses períodos do dia pode ser útil.

Vista roupas que cubram suas pernas e braços, e use também um chapéu. Borrife ou aplique repelente pessoal de mosquitos nas áreas expostas da pele.

Use repelentes pessoais que a Agência de Proteção Ambiental dos EUA ou outros órgãos governamentais respectivos tenham determinado como eficazes para repelir mosquitos. De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (Centers for Disease Control and Prevention, CDC) dos EUA, os ingredientes ativos dos repelentes pessoais de mosquitos costumam incluir DEET, picaridina (também conhecida como icaridina ou KBR 3023), para-mentano-diol e IR3535.

Evite o contato do produto com os olhos ou a boca. Os pais ou adultos devem aplicar repelentes em crianças mais novas. Leia e siga todas as instruções de uso e do rótulo.

Embora sejam eficazes para repelir mosquitos, os repelentes não são totalmente infalíveis. Leia sempre o rótulo para descobrir como aplicar o produto de forma adequada, em que momento aplicá-lo novamente (como depois de nadar, por exemplo) e por quanto tempo se espera que ele seja eficaz.

O rótulo do produto costuma fornecer o percentual de ingrediente ativo. Normalmente, repelentes pessoais de mosquito com percentuais maiores de ingredientes ativos têm efeito por mais tempo, mas o percentual maior não significa que eles irão repelir os mosquitos com mais eficácia.

Segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, “mulheres grávidas e em fase de amamentação podem e devem escolher um repelente de insetos registrado junto à Agência de Proteção Ambiental (…) e utilizá-lo de acordo com o rótulo do produto”.

Dependendo de o que está disponível no mercado, repelentes espaciais para áreas externas podem ser uma ferramenta adicional no combate aos mosquitos. Há vários formatos desses produtos, incluindo sprays aerossóis e dispositivos de repelente passivos.

Geralmente, o horário do dia, as condições externas de vento e outros fatores poderão afetar a eficácia dos produtos. Mais uma vez: leia sempre o rótulo para consultar as instruções de uso e a área de eficácia.